Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rabo de Cavalo

Blog de uma menina-mulher que ás vezes usa rabo de cavalo

09
Out14

Pai, meu Herói!!

Olá a todas as filhas (pronto e a todos filhos também!) deste mundo! Hoje vou falar do meu herói.

Não, não é o Wolverine, e bem podia ser o Thor...

 

wolverine.jpg

images.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

O meu herói é o meu ℘ⓐї

pai.jpg

 

 

 

Deixo aqui, a carta escrita por mim este ano, ao meu pai no dia dele, no dia de todos os pais, 8 de Março.

Esta carta descreve quase tudo o que sinto por esse grande homem que é o meu pai.

 

" Pai, meu herói

É difícil imaginar como seria a minha vida sem um amigo como tu. Sempre falamos e compartilhámos tudo e isso foi uma das razões que fez de mim uma pessoa mais forte. Sei que poucos filhos no mundo podem ter um pai como amigo, mas eu não, eu posso dizer que tu és o meu melhor amigo, e por isso valorizo a nossa amizade.

Cada vez que precisei, tu estavas do meu lado,  a apoiar-me e ofereceste-me o teu amor incondicional. E quando estava feliz pelas minhas vitórias, sabia que as podia comemorar contigo, pois as minhas conquistas eram tuas também! 

Sei que posso contar com conselhos sábios de um amigo como tu, que só quer o meu bem e a minha felicidade. E ainda tiveste a paciência mesmo para os momentos em que eu não te quis ouvir (e foram muitos...). Mas quando voltava para os teus braços, arrependida, estavas sempre pronto para perdoar e conversar. 

Espero conseguir retribuir essa amizade, especialmente agora que estás a envelhecer. Sei que hoje, algumas tarefas que parecem ser simples, se tornam complicadas. Por isso estarei sempre do teu lado para te amparar da mesma forma que sempre fizeste e continuas a fazer comigo. Contarei aos meus filhos e aos filhos deles, quem és para que nunca sejas esquecido. A tua lealdade, amizade, alegria, sabedoria, perdurarão através dos tempos nos seus corações.

É com orgulho que digo aos meus amigos e à minha familia que o meu pai é também o meu melhor amigo.

 

Com todo o amor da filha que nunca te esquecerá"

 

E pronto... agora depois de limpar todas as lágrimas, assoar o nariz, deixo-vos com uns diálogos entre o meu pai e a minha mãe no dia a seguir ao meu nascimento, eles só se viram no dia a seguir, o meu pai não estava em Lisboa para o acontecimento desse ano, estava no Porto a trabalhar com o  seu camião, mas quando chegou a Lisboa foi logo ver a sua menina:

 

- Então amor, a menina é bonita? (pergunta a minha mãezinha. Ela ainda não me tinha visto, porque eu tinha estado na incubadora. Tinha sido um parto dificil. E antigamente não havia as modernices que existem hoje em dia).

- É tão linda!! (responde o papá babado).

- Dizem que parece um bonequinha, é verdade?

- Bonequinha? Claro que não! As bonecas são feias. A minha menina linda!  

 

Dois anos mais tarde...

 

- Mor, levas os filhotes a cortar o cabelo? (filhotes = eu e o meu irmão)

- Claro!

(uma hora depois)

- Voltei! 

- Mas o que é que tu foste fazer ao cabelo da menina?

- Como assim, pediste-me para lhes cortar o cabelo, foi ao barbeiro! (resultado = uma menina que parecia um menino, ihihihihih)

- Nunca mais, nunca mais vais com o papá.

 

 

Este post é dedicado aos homens da minha vida o meu pai e o meu amor.

A ti N, que um dia também irás ser pai, e serás um pai herói, tenho a certeza.

Amo-vos.