Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabo de Cavalo

Blog de uma menina-mulher que ás vezes usa rabo de cavalo

20
Out14

Reunião de Condomínio... a vergonha...

Tornou-se hábito irmos às reuniões de condomínio neste prédio. Ainda só fomos a duas, mas como estamos cá à pouco tempo, não deu para mais. Como novos residentes, neste belisssimo prédio, achamos por bem conhecermos e dar-mo-nos a conhecer aos respectivos vizinhos.

A reunião de quinta feira passada, foi uma reunião extraordinária, que seria para discutir o assunto mais importante do prédio - OS ELEVADORES.

Quem tem casa própria sabe que a maior chulice das verbas de um condomínio são os elevadores, se estão a funcionar bem os senhores técnicos fazem o favor de arranjar sempre maneira de nos continuar a extorquir o nosso precioso dinheirinho (e eu preciso tanto dele para as minhas comprinhas).

Continuando, a senhora administradora (que é a tal vizinha que tem uns horários muito estranhos) duas semanas antes da reunião veio entregar-nos o papel para a dita reunião. Não preciso de dizer que tanto eu como o N ficámos logo bastante chateados, a pensar que teríamos de abrir os cordões à bolsa. 

Duas semanas depois e de muito especularmos cá em casa a quantia que nos iriam pedir para o arranjo, subimos ao sexto andar em direcção à sala dos condóminos. 

Quando entrámos, as pessoas que lá estavam eram as mesmas da reunião anterior, o que quer dizer que só sete gatos pingados é que se interessam pelo bem estar do nosso prediozinho.

Lá começou a reunião e muito bem, ficámos a saber que temos algum dinheiro em caixa para eventuais despesas e que afinal não teriamos de pagar nada, por enquanto, e decidimos que nos irimos unir contra aqueles ladrões fascistas que são os senhores donos de uma tal empresa de manutenção de elevadores, e que a nossa resposta seria só uma, NÃO PAGAMOS!!!

Mas eu hoje não vim aqui para vos falar de contas e ladrões, mas sim do que aconteceu a meio da reunião, que só não morri a rir, porque o N, o amor da minha vida esteve no cerne da questão, então passo a explicar: 

Estavamos nós sentados nas cadeiras de plástico, provavelmente as mais baratas quando foram compradas, quando se deu o "acidente", a cadeira do N partiu-se ao meio e ele bateu com o rabo mesmo em cheio no chão, mas como se isso não bastasse, e como nós raramente fazemos coisas sozinhos, o N nos segundos entre a cadeira se partir e se estatelar no meio do chão, resolveu segurar-se à minha, e sim foi extamente isso que aconteceu, ele caiu e eu cai atrás, ele de rabo e eu de lado. O N não deu logo por conta do que se tinha passado e só dizia para as pessoas que entretanto se tinham levantado para ajudar:

- Eu estou bem, eu estou bem! (ele tinha caido, estava sentado no chão, com as pernas no ar, ele não podia estar bem, mas que foi hilariante, isso foi!!)

 

cadeira.gif

 

Quando finalmente ele resolve olhar para o lado, vê-me a mim, de cara encostada à parede (que é de tinta de areia), e com a mão esquerda por baixo de meu rabinho (que não é assim tão leve).

- O que é que estás a aí a fazer? pergunta estupefacto como nada tivesse acontecido com ele. (apenas sorri e pensei, "Meu amor querido, mandei-me da cadeira para que não te sentisses sozinho nessa tua jornada e conquista pelo chão de cimento...")

 

cadeira 2.gif

 

Atenção que a senhora administradora/vizinha com horários estranhos, continuou a reunião como se nada, mesmo nada se tivesse passado, lá continuou a falar, enquanto o N esfregava a sua região glutea dorida e eu soprava para a mão arranhada que tinha ficado debaixo da minha região glutea.

 

- Continue minha senhora, não aconteceu nada de estranho nem constrangedor... (pensamos, mas não dissemos)

 

Sim, é verdade, na segunda reunião de condominio, conseguimos passar pelos mais tótós do prédio, porque verdade seja dita, ninguém, mas mesmo ninguém CAI DA SUA CADEIRA, PARTE A CADEIRA DA MULHER, SEM PASSAR POR UMA TREMENDA VERGONHA!!

No fim, ainda tivemos de trazer os despojos de guerra (as duas cadeiras partidas) e deixá-las no ecoponto respectivo, o do plástico.

Por isso meus queridos amigos, NÃO VÃO ÀS REUNIÕES DE CONDOMÍNIO!! (mas se forem levem as vossas próprias cadeiras.

 

beijos kisses besitos xoxo

 

P.S - Vou andando que o N está a provocar-me...

11 comentários

Comentar post